Handebol – História e Informações

Handebol – uma quadra de 40 x 20 metros, uma bola feita de couro ou material sintético de 58-60 cm e que pesa de 425 a 475 gramas, 14 jogadores e dois árbitros – é considerado um dos mais ágeis e mais emocionantes esportes coletivos do mundo.

A equipe de handebol é formada por um goleiro e seis jogadores de linha que compõem a formação básica, e mais até sete reservas, que podem fazer tantas substituições forem necessárias durante o jogo, contudo, apenas dentro da zona de substituição. Os jogadores de linha podem tocar a bola com as mãos e outras partes do corpo que estejam acima do joelho. Aqui se diferencia o drible e a recepção. Os jogadores podem dar até três passos de até três segundos sem driblar. Se ele ultrapassa esses limites, o jogo é interrompido pelo árbitro e continua com um lance livre do time adversário.

Os goleiros se diferenciam dos jogadores de linha pelo uniforme usado e por poderem defender o gol usando qualquer parte do corpo. A área do gol é a área logo em frente ao gol, em que o goleiro pode entrar e seus jogadores também, se eles não representarem algum tipo de vantagem. A área do gol é delineada por dois semicírculos com raio de seis metros ao redor dos cantos e um linha paralela que conecta a linha do gol com a distância de seis metros. O goleiro pode sair desta área, contudo, sem uma bola controlada. Como cada jogador de handebol pode ser usado como goleiro, o goleiro também pode jogar na linha, e o jogador substituído toma conta do gol, especialmente em situações que o placar está apertado bem antes de o jogo acabar.

O objetivo principal do esporte é acertar a bola no gol do oponente e marcar mais pontos que a equipe adversária ao final do jogo. Cada gol tem um círculo demarcado por três metros de largura e dois metros de altura, e que devem ser seguramente fixados ou no chão ou na parede atrás. Ainda, os postes do gol e a trave têm que ser feitos com o mesmo material com os lados visíveis para o campo pintados em duas cores contrastantes. Os gols também devem ter uma rede, esticada na medida certa a impedir que as bolas que entrem no gol não voltem ao campo, o que pode causar situações confusas.

O esporte é jogado em dois tempos de 30 minutos, e o relógio não para quando o jogo é interrompido, exceto em situações impostas pelo árbitro. Os tempos têm um intervalo de 10 minutos entre eles e são informados através de um sinal sonoro. Cada time também tem direito a um intervalo de 10 minutos por tempo, e em algumas ligas e competições o número de intervalos pode chegar a três por partida. Esses intervalos só podem ser exigidos se o time em questão estiver em posse da bola e o capitão da equipe sinalizar ao árbitro, que interromperá o jogo através de um sinal sonoro.

Em geral, os empates são possíveis. Contudo, em alguns jogos, como os de torneios, um dos times precisa sair vencedor. Nesses casos, quando há empate, são dados dois tempos extras de cinco minutos, com um intervalo entre eles de apenas um minuto. Se mesmo no tempo extra não houver vencedor, a partida é decidida nos pênaltis. Então, cinco jogadores de cada lado fazem tiros de sete metros de distância do gol tentando marcar. Se mesmo depois dos cinco lançamentos a partida continua empatada, os pênaltis continuam até que se tenha um vencedor.

O tiro de sete metros é o equivalente ao chute de pênalti no futebol ou no hóquei no gelo, mas com a diferença de que é bem mais frequente no handebol do que em outros esportes. Esse lançamento de sete metros é dado quando algum jogador oponente atrapalha a chance de marcar um gol. Devido à dinâmica do esporte, ambas as equipes normalmente ganham vários tiros de sete metros durante uma partida. Qualquer jogador pode fazer esse lançamento; as equipes têm jogadores treinados para isso, e que acabam atuando como atirador e goleiro, que normalmente é substituído nos lances de sete metros. Uma versão desse lance é o tiro livre. Estes são dados quando ocorrem faltas por parte do time rival em até 9 metros de distância do gol. O jogador da equipe que fez a falta deve largar a bola no mesmo instante em que o árbitro apitar, e o outro time continua o jogo daquele lugar.

Dois árbitros iguais tomam as decisões dos lances de sete metros e tiros livres. Suas funções normais incluem assegurar que o jogo permaneça limpo e que as regras sejam cumpridas dentro e fora da quadra. Na prática, um dos juízes fica responsável pelo meio do campo e o outro pelos gols. Isso permite que todas as situações dos dois lados da quadra sejam justamente supervisionadas. Embora o handebol seja classificado como esporte de contato, tocar o corpo de outro jogador é permitido até certo ponto. Dessa forma, só se pode bloquear o corpo do oponente, e o juiz pune imediatamente situações que envolvam segurar, empurrar, bater, tropeçar, pular no oponente ou outras parecidas. Estas faltas normalmente são punidas com lances livres ou lances de sete metros. Os juízes podem, ainda, contar com um sistema progressivo de sanções em casos particulares, especialmente aqueles que envolvam ações mais brutas ou que pareçam a eles brutais.

Este sistema de sanções progressivas pune a primeira infração com um cartão amarelo, e cada equipe pode apenas receber três cartões amarelos. Quando se chega a três cartões o juiz pode expulsar jogadores por 2 minutos. Em caso de violações mais graves, a expulsão por 2 minutos pode ser dada antes mesmo da equipe acumular os três cartões amarelos. Caso um jogador proteste veementemente contra a punição dada, ele pode receber outra punição, ficando fora da partida por quatro minutos. Se o jogador insistir em seu protesto, ele pode ser expulso definitivamente da partida. Essa expulsão é sinalizada através do cartão vermelho e é a punição mais dura no handebol, sendo aplicada apenas em situações de exceção e violação grave das regras, como insultos verbais, perigo à saúde ou caso a expulsão de 2 minutos já tenha sido aplicada a um jogador. Uma vez com um dos jogadores expulsos, o time afetado deve jogar desfalcado por 2 minutos e o jogador expulso não pode retornar à quadra até o fim da partida. Em casos muito sérios, o árbitro pode inclusive acrescentar a súmula um relatório que pode ocasionar a suspensão do jogador por mais jogos. Devido ao contato dos jogadores, as penalidades anteriormente apresentadas são mais a regra do que a exceção no esporte, e ao final das partidas os times em geral acabam desfalcados.

Tanta informação sobre um dos esportes mais duros e emocionantes do mundo de forma bem compacta. Em outro texto sobre o handebol, veremos um pouco mais sobre a história do esporte, sua popularização, e as ligas mais importantes do mundo, acompanhados de nossa extensa oferta de apostas na Rivalo, sempre com as melhores odds do Brasil.