Hóquei no gelo – Apostas Esportivas

É mais provável que o hóquei no gelo tenha surgido no Canadá entre os anos 1840 e 1875, onde o povo indígena já conhecia jogos com bola na época da colonização europeia, primeiro pelos franceses e depois pelos britânicos. O termo hóquei tem raiz francesa e significa “bastão entortado”, e eram os soldados britânicos que trouxeram o esporte jogado com um bastão e uma bola da cidade celta Shindy ao Canadá, em meados dos Século XIX. Devido ao clima, as partidas se davam sobre o gelo e a neve.

De início, somente os soldados praticavam o esporte, mas logo se juntaram a eles estudantes de Montreal, a cidade canadense mais importante da época, que organizaram as regras deste novo esporte do gelo. Pouco tempo depois, o calendário de uma liga foi definido, e a primeira partida oficial de hóquei no gelo organizada aconteceu no Rinque de Patinação Victoria, em Montreal. A partir da costa leste do Canadá/Quebec, o novo esporte se espalhou por vários países, mas principalmente dentro do Canadá, onde inquestionavelmente se tornou o esporte nacional por décadas. O hóquei no gelo, ou a ideia por trás do jogo, já tinha alcançado a Europa no Século XIX, onde se estabeleceu em diversos países, especialmente na Escandinávia e na região dos Alpes, em que as condições climáticas permitiam a prática do esporte sobre o gelo.

E nesses países, sobretudo na Suécia, Noruega, Finlândia, Alemanha, Áustria, Suíça, e um pouco também nos países do leste europeu, como Tchecoslováquia, formou-se uma cultura em torno do Hóquei no Gelo. As nações mencionadas, juntas do Canadá, Estados Unidos e Rússia são donas das principais ligas e equipes nacionais no planeta.

O que se iniciou no Século XIX no Canadá se tornou, ao menos no hemisfério norte, um dos esportes mais populares e que atrai anualmente milhares de fãs às partidas, movimentando milhões de dólares. Em consequência dessa popularidade, o esporte se organizou na Federação Internacional de Hóquei no Gelo (International Ice Hoceky Federation – IIHF), fundada em 1908 em Paris. Atualmente com sede em Zurique, a organização, em 2015, conta com 72 membros de todos os continentes: 56 membros fixos e 14 membros associados. Os associados não têm ligas nacionais próprias, e o único membro da África participa desse grupo: o Marrocos. Ainda na agremiação, Chile e Namíbia participam, mas apenas de competições de Inline-Hóquei organizadas pela IIHF. Além de outros torneios nem tão significantes assim, a IIHF também organiza competições importantes, como os Campeonatos Mundiais de Hóquei no Gelo Masculino e Feminino, e o ranking mundial dos times nacionais.

Apesar do Campeonato Mundial de Hóquei no Gelo na categoria masculina ter começado nos anos 1920, a participação das mulheres só se deu nos anos 1990. A competição teve um hiato durante a segunda guerra, mas o número de países com seleções de hóquei cresceu consideravelmente de 1950 em diante. Ao final dessa década, era impossível que tantas nações inscritas conseguissem participar do mesmo torneio. A solução encontrada pela IIHF foi introduzir uma categorização, que dividiu os países em grupos A, B ou C. Em 1987, um quarto grupo, o D, teve que ser acrescentado, com acesso e rebaixamento dos associados, a partir de 1961. No início do Século XXI, esse modelo teve que passar por outra reformulação. Desde então, o campeonato mundial de hóquei no gelo é disputado entre as 16 seleções que compõem a primeira divisão (Top Division). Abaixo desta, tem-se a Division I, que promove todo ano duas equipes para a Top Division, após duas séries de confrontos entre si entre as seis seleções. Da mesma maneira acontece a promoção de duas equipes da Division II para a Division I. Já na Division III, em que os novos times começam ou para onde os antigos são rebaixados, o esquema é outro, com uma série de seis ou mais jogos, a depender do número de times. Essa alocação funciona do mesmo jeito para as categorias femininas e jovens.

O Torneio Olímpico de Hóquei no Gelo é disputado uma vez a cada quatro anos, mas o campeonato masculino da Top-Division representa a cada temporada anual quais são os destaques em nível internacional. Na Rivalo, você encontra uma oferta extensa de apostas sempre com as melhores odds do Brasil nos Campeonatos Mundiais de Hóquei no Gelo, que acontecem normalmente em maio (a depender das considerações da NHL). Não importa se você procura por apostas de longo prazo, especiais ou ao vivo – fãs do esporte podem ganhar ainda mais na www.rivalo.com. O próximo campeonato mundial acontece entre 1 e 17 de maio na República Tcheca, e os estatísticos da Rivalo já começaram a se preparar o torneio.

A seleção nacional que mais ganhou campeonatos mundiais masculinos de hóquei no gelo são a Rússia incluindo a União Soviética, com 27 títulos, seguida do Canadá com 24, a República Tcheca com 12, e Suécia, com 9 títulos até agora. Finlândia e Estados Unidos também têm títulos: ambos os países acumulam dois campeonatos ganhos; o Reino Unido e Eslováquia ganharam apenas uma vez. Nos 15 mundiais femininos disputados até hoje, apenas duas seleções ganharam: Canadá acumula dez títulos no total, e os Estados Unidos ganharam cinco vezes.

Em termos de importância, principalmente na América da Norte, o Hóquei no Gelo Olímpico estão liderando a categoria. Isso ocorre principalmente pelo fato de que as grandes seleções normalmente não inscrevem seus melhores jogadores nesses mundiais. Isso se dá pois os play-offs da Liga Norte-Americana de Hóquei no Gelo (North American National Hockey League), a melhor e mais prestigiada liga de hóquei no gelo, ocorrem em Maio, e muitas das estrelas do esporte ainda estão jogando por seus clubes na NHL ou nos play-offs da NHL. Mesmo assim, Canadá e Estados Unidos, inscrevem participantes de equipes Universitárias, incluindo alguns, mas não todos melhores, jogadores de NHL do mundo. Como muito dos melhores jogadores europeus ganham dinheiro com a NHL, países como República Tcheca, Eslováquia e Rússia também sofrem com esse problema no calendário, mas não como os da América do Norte.

A seleção que mais se deu bem nas Olímpiadas é o Canadá, que acumula nove medalhas de ouro, seguido de perto pela Rússia com oito medalhas de ouro. Suécia e Estados Unidos têm duas medalhas de ouro, e Reino Unido e República Tcheca apenas uma. Mesmo que o próximo torneio olímpico só aconteça em três anos, já garantimos uma extensa oferta de apostas para o evento. Como dito anteriormente, a North American National Hockey League, ou apenas NHL, é a mais e mais prestigiada liga de hóquei. Essa liga profissional, fundada em 1917, agremia 30 times – 23 dos Estuados Unidos e 7 do Canadá, que se enfrentam em duas conferências e quatro divisões para ganhar a Stanley Cup.

A Kontinental Hockey League (KHL), a maior liga de hóquei no gelo na Rússia, conta com Cazaquistão, Eslováquia, Finlândia, Belarus, Croácia e Letônia, e ganhou muita importância nos últimos anos. Na temporada 2014/2015, 27 equipes jogaram em duas conferências de quatro divisões para ganhar a Gagarin Cup (em homenagem ao cosmonauta Yuri Gagarin). A KHL se tornou a segunda liga mais importante de hóquei no gelo desde sua fundação em 2008, ficando atrás apenas da NHL. Além dessas, na Alemanha tem a DEL, a National League A na Suíça, a sueca Svenska Hockeyligan, a finlandesa SM-Liiga e a tcheca Extra League, que atraem muitos fãs às suas partidas.

Ligas de Hóquei no Gelo mais importantes no mundo:

  • NHL (Estados Unidos e Canadá)
  • KHL (Rússia)
  • DEL (Alemanha)
  • Svenska Hockeyligan (Suécia)

Para todas as ligas de hóquei no gelo mencionadas você encontra extensas ofertas com as melhores odds do Brasil em www.rivalo.com. Não importa se você procura por apostas de longo prazo nos campeões das Taças Gagarin ou Stanley; chance dupla, handicap, acima/abaixo, tempo, ou apostas em gols antes dos jogos ou uma variada oferta ao vivo: seu dinheiro vale mais na Rivalo.